Home Avaliações Minha primeira corrida com relação de 11 velocidades! O que eu achei…
Minha primeira corrida com relação de 11 velocidades! O que eu achei…

Minha primeira corrida com relação de 11 velocidades! O que eu achei…

8.37K
0

Neste final de semana eu corri minha primeira prova com uma relação de 11 velocidades.

Foi na 2º Etapa do Marathon Cup em Simão Pereira – MG.

Ainda senti o desgaste do Sertão Diamante e andei com uma relação nova, onde eu só havia testado por alguns poucos quilômetros. O resultado no pódio foi razoável, mas o desempenho não foi bom.

Na primeira etapa, depois de muitos problemas mecânicos, fiquei em 10°, e neste final de semana fiquei em 5°.

Foi uma prova de maratona de 4 voltas em circuito de 12k. 80% do percurso em single track com subidas duríssimas.

A minha primeira impressão com 1 coroa foi muito positiva e digo: não há volta para 2 coroas.

Minha relação é:

  • Pedivela SRAM XO de Carbono com coroa 32 dentes
  • Catraca SunRace 11×46 red
  • Componentes Shimano XT M8000

Gostaria de compartilhar minhas sensações, os prós e os contras, para contribuir com quem está no dilema da migração a tomar suas decisões… Espero que ajude!

Prós

1 – Não há “bateção” na bike

Estou usando 1 coroa com um cambio traseiro Shimano XT M8000 com a tecnologia Shadow Plus. Isto é um sistema onde o cambio fica mais esticado e sofre menos oscilações. Desta forma a corrente fica bem esticada em qualquer catraca. Esta condição elimina a bateção da corrente no quadro e principalmente em descidas esburacadas os ruídos desta bateção já não existem mais, além de eliminado o risco de arranhões no chainstay.

MAIS:  SunRace anuncia grupo de 12 velocidades... e terá catraca 10x50 dentes

2 – Não há pedal em falso

O problema de entrar numa subida com uma marcha muito pesada ou numa descida com uma marcha muito leve praticamente acaba. Eu agora tenho pedal o tempo todo pois cambiar somente um shifter torna a atividade de encaixar a melhor marcha muito mais fácil. Não há o chamado “pedal xôxo”.

3 – As retomadas são mais precisas

Muitas vezes eu saia de uma descida rápida e tecnica onde era impossível cambiar devido ao risco de soltar os dedos do punho ou pelo foco que estava sendo dado aos obstáculos. Logo pegava uma subida técnica, um drop ou um obstáculo e ao ultrapassar percebia que eu estava numa marcha inadequada e até acertar a marcha perdia velocidade. Agora tenho que me preocupar somente com um passador, portanto as retomadas ficam mais rápidas.

MAIS:  Cassete SunRace 11x50... Isso mesmo! este é o lançamento da marca...

4 – Você pode se preocupar mais com a pilotagem

Com tudo o que eu falei acima, sobra mais tempo para interpretar o percurso e tomar decisões mais rápidas. Com menos demanda de foco na relação, sobra mais tempo para planejar as manobras.

Contras

1 – Você precisa estar treinado

Nas subidas, com a relação que eu estou usando, será necessário treinar mais força. A marcha fica pesada, e isto é inegável. Quem tem dificuldades para subir com uma coroa 22/24/26 e catracas 42 deve repensar sobre migrar para 1 coroa. Vai sofrer! Um colega disse que antes de migrar definitivamente instalou uma coroa 32 no lugar da sua antiga 36 (pedivela duplo) e passou a tentar usar só ela. Quando o bicho pegava ele apelava para a menor… Só depois que sentiu confiança, abandonou a “coroinha” e passou a usar coroa única. Uma boa estratégia.

MAIS:  O "maravilhoso" novo SRAM GX Eagle... mas nem tanto assim!!!

2 – Corrente fica mais vulnerável à quedas

A corrente ou coroa gastou um pouquinho, pronto! A corrente passa a pular e cair. Um guia de corrente é fundamental. Já comprei no AliExpress e estou esperando chegar.

3 – Você precisa mudar sua cadência

Os adeptos do chamado “passadão”, aqueles que pedalam com cadência entre 70 e 80 RPM, esqueçam… Eles terão que aprender a pedalar com cadência 90 e acima. Isto porque uma coroa menor força isto. Eu percebi que entrar numa subida com cadência, fazendo força, sabota a subida de um determinado ponto para frente. O melhor é já entrar na subida com uma cadência mais alta e manter até o final. Se deixar cair vai ter que fazer muita força para completar a subida.

MAIS:  Comparativo entre os grupos de 12 velocidades para MTB

4 – Vai faltar marchas, para cima ou para baixo, você escolhe

Dizem que numa relação 12v (10×50 atrás) isto não ocorre, mas a verdade é que com 11 isto é fato!
Se optar por uma coroa maior (34, ou 36) vai sofrer nas subidas, mesmo que uma catraca 11×46. Se optar por uma coroa menor (30 ou 32) quando precisar do “passadão” numa baixada, vai faltar relação.
Eu optei por 32, mas determinadas provas vou baixar para 30, especialmente em provas de XCO com muitas subidas íngremes. Em Congonhas por exemplo, acho que 32 vai muito bem, mas já em São João Del Rei, usarei 30.

Deixe sua opinião!!! Vamos compartilhar...

comments

Guilherme Guimarães Guedes Editor e produtor de conteúdos para o site BikeTribe.com.br. Atleta amador de Mountain Bike. Participo de competições por todo o Brasil. Administrador da Equipe Bike Tribe Team. Treinador: Prof. Daniel Adário da Adário Consultoria Esportiva
Please enter Google Username or ID to start!
Example: clip360net or 116819034451508671546
Title
Caption
File name
Size
Alignment
Link to
  Open new windows
  Rel nofollow