Home Avaliações Bermuda ou Bretelle? Qual utilizar?
Bermuda ou Bretelle? Qual utilizar?

Bermuda ou Bretelle? Qual utilizar?

14.06K
0

Em algum momento da sua vida de ciclista você fará esta pergunta!

Independente do seu nível, amador, competitivo ou recreativo, esta questão será levantada. Ao discutir com seus amigos várias opiniões surgirão.

Abandonamos as opiniões subjetivas e partimos para uma análise técnica para avaliar qual a melhor opção. Levamos em consideração vários fatores como por exemplo o custo benefício, desempenho proporcionado, facilidade de uso e qualidade dos produtos.

colonia-bike-shop-logoPara produzir esta matéria contamos com a ajuda da loja online Colonia Bike Shop que nos cedeu dois modelos dos melhores vestuários nacionais: Mauro Ribeiro. O objetivo desta ação foi ter disponível os dois tipos de vestimentas em questão, ambos com qualidade top, e testá-los nas mais exigentes condições para verificar os prós e contras de cada um. A Colonia Bike Shop é uma loja on line que oferece as melhores marcas de equipamentos para Ciclismo e Moutain Bike e disponiliza os produtos Mauro Ribeiro com excelentes preços e condições.

Utilizamos estes dois modelos nas mais duras condições: treinamentos para competições e provas como os Campeonatos Mineiro e Brasileiro de XCO e a maratona de dois dias, Ibitipoca Trip Trail.

Antes de mais nada é muito importante saber escolher o produto certo. Infelizmente é impossível adquirir bermudas ou bretelles de qualidade com preços baixos. Mas pode confiar… Estes itens são muito duráveis e o investimento em marcas de qualidade vale à pena.

As duas características principais que devem ser levadas em consideração na hora que escolher seu modelo são as tecnologias empregadas no tecido e no forro, e a modelagem da peça… Sim, a modelagem!!!

Pode parecer coisa de aficionados por moda, mas não é! A modelagem ajudará em vários fatores como por exemplo a correta compressão (que aliviará fadigas, estabilizará a musculatura e diminuirá o desgaste físico) e será fundamental na aerodinâmica tanto para diminuir a resistência do ar quanto para auxiliar na transferência de potência para os pedais. Ou você acha que um atleta do Tour de France usa qualquer laycra com forro???

A bermuda Carbon da Mauro Ribeiro por exemplo, utiliza em sua composição a tecnologia “Lycra Race” que além de manter a temperatura corporal e garantir a eliminação de umidade, se adequa ao formato do corpo.

bermuda-mauro-ribeiro-carbon-masculina-img
Bermuda Carbon Mauro Ribeiro

Eu testei este modelo justamente por esta característica e o que me chamou a atenção foi que em momento nenhum ficam tecidos “sobrando”. O que acontece é que de acordo com os movimentos, as áreas onde há maior exigência da elasticidade (por exemplo a região das costas numa posição race) compensam e esticam a parte frontal, que numa bermuda comum apresentaria dobras. A textura e sistema de entrelaçamento das fibras que compões o tecido garantem esta característica, além de uma perfeita compressão e passagem de ar. Tudo isso é proporcionado pela modelagem, que acompanha exatamente o formato do corpo do ciclista. Diferente de bermudas comuns que são retilíneas desconsiderando as curvas.


Está gostando do post? Custa nossa fanpage e fique por dentro de tudo sobre bikes!!!


Mulheres!!! Este fator merece atenção especial… Assim como não é possível utilizar um jeans masculino, também não é aconselhável vestir equipamentos que não sejam produzidos exclusivamente para vocês. Há modelos específicos para o “body” feminino. Vejam aqui.

bermuda ou bretelle mulheres.jpg

A tecnologia mais importante na hora de escolher a bermuda ou o bretelle é a empregada no forro. Afinal é ele que suportará toda a pressão que o corpo fará sobre o selim.

Bermudas de modelos simples utilizam forros de espuma, sem variações de densidade entre suas áreas, e isto é mal! Sem falar do tamanho. Elas utilizam forros que não cobrem toda a área necessária e durante a pedalada é comum sentir dores por estar com partes do corpo não protegidas por eles. Cuidado com isto!

Um modelo adequado de forro deve, além de cobrir com folga todas as áreas de contato, possuir variações de densidades de acordo com as partes de maior atrito. Numa pedalada de 1 ou 1 hora e meia este fator pode passar despercebido. Mas experimente passar 3, 4 horas em cima da bike com uma bermuda “baratinha”!!! Você vai se arrepender.

Forros muito duros ou grossos sem variações de densidades podem interferir na vascularização, ou seja, na circulação sanguínea. Além de, em casos extremos, provocar dormência nos membros inferiores e região do quadril, a má circulação irá dificultar o transporte de oxigênio para as pernas afetando drasticamente no seu desempenho.

Estive em uma das provas mais duras do Brasil: o Ibitipoca Trip Trail que serviu de treinamento para o Iron Biker 2016. Dei muita atenção para a escolha da forração dos meus bretelles. Após bastante pesquisa optei pela tecnologia Airmash Carbon também da Mauro Ribeiro.

Este forro foi projetado para pedaladas de longa duração, tanto para ciclismo quanto MTB. O forro é construído através da injeção e compressão de fibras de carbono através de uma tecnologia exclusiva da marca, que garantes variações nos níveis de densidade. Por exemplo na região das nádegas a espessura do forro é de 10mm (região onde ficamos mais tempo em contato) e entre as pernas é de 4mm (região onde há mais atrito devido ao movimento das pedaladas). Isto reduz a fadiga e dores na parte traseira e impede assaduras entre as pernas. Fundamental para o desempenho em condições extremas.

Independente de usar bermuda ou bretelle, duas coisas irão maximizar ainda mais seus benefícios: não utilizar roupas de baixo para evitar atritos, e utilizar algum produto contra assaduras. Há produtos específicos para atletas nas drogarias.

Agora que detalhei as duas características mais importantes na escolha das bermuda e bretelle, vou falar sobre as diferenças entre um e outro.

Bermudas

As bermudas são sim mais baratas e é muito bom ter alguma disponíveis. Afinal nem todo pedal é treinamento ou competição! Você não precisa usar um bretelle quando for dar um giro recreativo com amigos por exemplo. Por serem mais baratas, possuir algumas garante economias já que você não precisará utilizar bretelles (bem mais caros) em todos os treinos. Você poderá deixar para usar os bretelles somente em treinos mais duros ou competições.

bermuda ou bretelle 2.jpg

Pessoas que não estão muito em forma preferem as bermudas pois os bretelles bem ajustados na cintura. Portanto se estiver ainda treinando para perder peso, prefira as bermudas. Elas serão menos incômodas.

Na hora de ir ao banheiro a bermuda facilitará sua vida, principalmente a das mulheres que não precisarão remover a parte de cima. Para nós homens isto não representa grandes problemas. Damos um jeito!

A principal desvantagem da bermuda é que ela poderá se descolar pelo corpo enquanto pedala. O mais comum de ocorrer é ver o forro indo todo para a parte da frente fazendo com que as nádegas fiquem desprotegidas. Para isto não ocorrer, só com um produto com características de modelagem ao corpo como a Mauro Ribeiro Carbon. Com as comuns isto ocorrerá com certeza.

Bretelles

Quem usa um bretelle não quer usar outra coisa! Apesar de um pouco mais caros que as bermudas, as boas marcas são tão duráveis que o investimento acaba compensando.

O ajuste dos bretelles ao corpo e a sensação de conforto justificam. É preciso estar com um bom “shape” para que eles não virem um problema. Como eu já disse, os modelos disponíveis são feitos para pessoas que estão com uma boa relação de peso e circunferências da cintura.

As alças garantem que o equipamento ficará ajustado ao corpo e não se movimentará, ou seja, o forro ficará sempre no lugar certo. Estas mesmas alças, principalmente para as mulheres, serão um incomodo na hora de usar o banheiro. Nenhum grande problema!

Algumas tecnologias utilizadas pelas melhores equipes do mundo estão disponíveis também para os ciclistas amadores. O tecido Leggero por exemplo, utilizado no modelo Black da Mauro Ribeiro, construído com fio Emana, finos e extremamente leves, transformam o calor do corpo em energia através do estímulo à microcirculação sanguínea. Tudo isto cientificamente testado e aprovado.

Bretelle Black Mauro Ribeiro
Bretelle Black Mauro Ribeiro

Realmente a resistência às fadigas melhora bastante. Testei esta tecnologia em algumas competições onde também percebi que a compressão e estabilização muscular proporcionada por ela mantem a energia por mais tempo.

Numa prova longa como será o Iron Biker, não é possível repor o protetor solar de 2 em 2 horas conforme orientação. Portanto escolher equipamentos com proteção UV é fundamental. Tecidos antibactericidas e repelentes de umidade inibem a formação de fungos e consequentes lesões.

Este modelo da Mauro Ribeiro, o Black foi desenvolvido para pedaladas com mais de 10 horas de duração. A forração especial garante conforto mesmo depois de muitas horas na bike.

Portanto, qual usar?

Não há uma opinião formada sobre usar só este ou aquele. Eu mesmo possuo diversos modelos de bermudas e bretelles.

Quando busco máxima performance utilizo bretelles sem dúvida. Quando vou fazer uma pedalada mais recreativa, realizar um treinamento curto ou no rolo, utilizo as bermudas que são mais práticas. Mantenho uma linha premium de bretelles Mauro Ribeiro que só utilizo em competições e uma ou duas peças mais simples para o treinos mais duros. Bermudas possuo algumas do modelo Carbon mais avançadas e várias outras bem mais simples para “bater no dia a dia”.


Está gostando do post? Custa nossa fanpage e fique por dentro de tudo sobre bikes!!!


A principal dica portanto não é sobre usar bretelles ou bermudas, e sim saber escolher a marca e modelo que lhe proporcionará maior conforto e principalmente desempenho.

Pode acreditar!!! Um bom equipamento lhe ajudará muito.

Deixe sua opinião!!! Vamos compartilhar...

comments

Guilherme Guimarães Guedes Editor e produtor de conteúdos para o site BikeTribe.com.br. Atleta amador de Mountain Bike. Participo de competições por todo o Brasil. Administrador da Equipe Bike Tribe Team. Treinador: Prof. Daniel Adário da Adário Consultoria Esportiva
Please enter Google Username or ID to start!
Example: clip360net or 116819034451508671546
Title
Caption
File name
Size
Alignment
Link to
  Open new windows
  Rel nofollow