Home Dicas Top Alimentação Afinal, o gel de carboidrato cumpre qual função? E como tomar?
Afinal, o gel de carboidrato cumpre qual função? E como tomar?

Afinal, o gel de carboidrato cumpre qual função? E como tomar?

1.72K
0

Você é ciclista? Consome gel de carboidratos? Provavelmente sim!!!

Mas qual a importância disto? Há uma forma correta de fazer? Há alternativas?

Vamos lá…

Os carboidratos que as pessoas consomem são convertidos pelo fígado e pelos músculos em glicogênio no organismo. Ele queima rapidamente para produzir energia.

Corredores podem armazenar 8 joules ou 2 mil cal/kg (calorias por quilo) de glicogênio no corpo, o suficiente para cerca de 30 km de corrida. A partir desse ponto ela pode se esgotar.

MAIS:  Café com Bike #8 | Sertão Diamante e Alimentação Pós Pedal

Quando o nível de glicogênio se torna baixo, o corpo começa a queimar energia da gordura existente, que não queima tão rápido quanto o glicogênio. Quando isto ocorre, o corredor começa a experimentar uma grande fadiga e “bate no muro”, expressão usada no atletismo e no ciclismo, que significa que o atleta encontra pela frente uma grande dificuldade – e muitas vezes, impossibilidade – de continuar a prova.

Uma maneira de evitar ou retardar a chegada do “muro” na maratona, é maximizar o glicogênio disponível de maneira que a fadiga a partir dos 30 km não seja tão forte. Isto é conseguido utilizando uma grande quantidade de energia proveniente da gordura queimada mesmo durante os estágios iniciais da corrida, economizando o glicogênio.
Géis energéticos à base de carboidratos são usados pelos corredores para evitar ou reduzir os efeitos do “muro”, já que eles proporcionam fácil digestão de energia durante a corrida.

Eles precisam ser consumidos com alguma quantidade de água.

MAIS:  5 coisas para nunca beber antes de pedalar

As recomendações da frequência com que o corredor deve se abastecer de gel antes e durante a corrida variam de pessoa para pessoa. Alternativas ao gel incluem tipos de açúcar concentrados e alimentos ricos em carboidratos que podem ser facilmente digeridos. Muito atletas experimentam diversos tipos de suplementos de energia durante os treinos para descobrir qual lhes é mais útil.

É também importante evitar usar qualquer tipo de analgésico anti-inflamatório não-esteroide (por exemplo, aspirina, ibuprofeno, naproxeno), uma vez que estes remédios podem mudar a forma como os rins regulam o fluxo de sangue no organismo e pode levar a graves problemas renais, especialmente em casos que envolvam desidratação de moderada a grave durante a prova.

MAIS:  9 melhores dicas dos nutricionistas do Tour de France

Portanto os géis de carboidrato são muito importantes para nós, ciclistas.

Mas não adianta sair para uma prova de 40k, com previsão de completar em 2 horas com 2 ou 3 saches no bolso.

Cada fabricante vai indicar na embalagem a frequência de consumo necessária para que os efeitos sejam os esperados, mas no geral as doses são as seguintes:

  • 1 sachê (25 a 30g) antes da largada
  • 1 sachê (25 a 30g) a cada 30 – 45 minutos de prova

Existem alternativas ao gel, para aqueles que não suportam o sabor ou não se adaptam:

Existem pós de carboidratos que podem ser diluídos na água e também cumprem a função, no entanto esta opção é menos indicada pois você teria que levar um pouco deste pó para reabastecer durante a prova em mais água, e isto é quase impossível de fazer, especialmente se você estiver numa pegada forte.

Outra opção, para os mais naturalistas, é o mel de abelhas. Um sachê de gel tem em média 21g de carboidratos para cada 32g de gel. O mel, equivalentemente proporcionará a mesma ou um pouco à mais de carboidratos para a mesma porção. A vantagem do mel é que além do carbo ele possui doses significativas de sódio e potássio, que ajudarão na reidratação à partir de sais minerais eletrólitos (e isto é muito importante).

MAIS:  Os super alimentos que os ciclistas devem consumir para melhorar sua performance

E porque estes carboidratos não podem ser ingeridos através de massas ou leguminosas (pão, batatas, etc) durante a prova?

Não é indicado, pois além da dificuldade para transportar e se alimentar, a absorção seria muito lenta e seria necessário comer uma quantidade grande destes alimentos para se obter as doses de carbo necessárias. Mas quem desejam pode tentar.

O que não pode faltar são carboidratos!

Deixe sua opinião!!! Vamos compartilhar...

comments

Bike Tribe Um site para apaixonados por Mountain Bike e Ciclismo. Dicas de treinamentos, nutrição esportiva, técnicas, equipamentos e muito mais. Todas as informações para os amantes das bicicletas. Fale conosco para divulgar seus produtos e serviços. Seja um articulista.
Please enter Google Username or ID to start!
Example: clip360net or 116819034451508671546
Title
Caption
File name
Size
Alignment
Link to
  Open new windows
  Rel nofollow